Importância ao que é importante, adiamento para o resto


Continuidade e constância …

E assim o andarilho segue sua viagem.

E a caminho da sua premiação, por todos os seus feitos e vezes que arriscou sua vida para que outros pudessem viver … avistou um senhor, que pela idade, caiu sozinho, tropeçando em si mesmo.

Vendo aquilo, o andarilho foi imediatamente a seu socorro, e como o velho senhor havia se machucado um pouco, ajudou-o a chegar até um posto de saúde para que recebesse atendimento médico.

Assim que conseguiu certificar-se de que o senhor já estava em boas mãos, olhou para o relógio só por desencargo de consciência, afinal, já sabia que havia perdido sua premiação.

Com um leve sorriso, e alegria no coração por ter sido útil a alguém novamente, ele telefonou para os organizadores, explicando o que havia ocorrido e se desculpando, e com total serenidade, voltou para casa para terminar o livro que estava lendo.

Feliz é o Humano ou Humana, que já aprendeu a lidar com a Arte das Prioridades. No Reino Espiritual é claro … aquele que não perece.

Paul Sampaio – Bauru, 17  de junho de 2015 – 12:00 – 25º


 

andarilho


 

Anúncios