Sábado, 12 de janeiro de 2013

O Equilíbrio

O discípulo chegou para seu mestre e disse: Mestre, por que estou tão mal assim ? Já parei de beber, cheirar, torrar pedras, há tanto tempo, e ainda me sinto nervoso, com ódio no coração ? E o Mestre então lhe disse: gafanhoto, você fez essa merda por vinte anos, e depois, para dar apoio à sua recuperação, que será para o resto de sua vida,visto que sua doença não tem cura, você foi se envolver com a casta dos dissimulados da cidade … o que você queria gafanhoto ? Estás deprimido agora.

E o discípulo, de olhos baixos, ficou mais triste ainda, com cara de sem-destino … quando então, resolve perguntar: e o que faço agora Mestre ?

– Tome antidepressivo, né, seu pangaré ?

– Mas Mestre, depois de vinte anos na química, depois de Rivoltril pra caramba, e conseguir sair dele também, agora vou ter que voltar para os remédios ?

– Sim.

E assim fez o discípulo. Obedeceu. 

O Mestre era sua própria esposa, Mestre em Medicina. E ele, sou eu. O cara que obedeceu. E os resultados … mais nítidos que uma imagem em alta definição.

O relógio biológico volta para o lugar. O convívio com os que ama, volta à paz. E o coração, fica limpo da raiva, e até o mural do facebook, que eu dia havia se tornado seu muro das lamentações, voltou a ser o que era antes.

Intrigado pela melhora repentina, e pela demora em aceitar, o discípulo perguntou então: por que não aceitava a indicação antes Mestre ? Por que eu sempre disse não ?

E a Mestre então lhe disse: os deprimidos não aceitam nada, nem a própria melhora. É próprio da depressão. Por isso trabalhei primeiro sua confiança – o único caminho que chegamos ao doente.

Depois me conta ela, sobre a variedade de indicações que teria para mim, e sua escolha: Venlafaxina

venlafaxina (como cloridrato de venlafaxina) é um antidepressivo da classe dos inibidores da recaptação da serotonina e noradrenalina, com efeitos sobre as aminas 5-hidroxitriptamina e noradrenalina.[1] Não está relacionada quimicamente com os antidepressivos tricíclicos ou tetracíclicos.

Bauru, 9:56 – 20º

Anúncios