Faculdades Odorico Paraguaçu

A política carismática, mas populista e sabão – a apolítica.

A política que nunca diz não, e que te faz acreditar que a resposta é sim.

O canalha político no reino dos dissimulados, camuflados e bandidos.

O político da TV, do jornal e do rádio – o artista político, o mentiroso.

O ser que tem empresa e dinheiro, e compra sua entrada na política.

E compra pessoas para dizerem que ele é o cara. Votos feitos com dinheiro, mas nenhum discurso.

Por isso, ele também compra o discurso, e o diretor de cinema.

Mas de repente,

Eis que chega o novo.

E todos estranham.

Não entendem a lamparina de Diógenes, e reclamam:

Que comportamento é esse? Pra quê tanta raiva?

E seus avisos não são ouvidos,

Seus requerimentos são devolvidos,

e sozinho, ele parece perder as esperanças.

Tudo porque ele insiste em dizer só a verdade,

porque acha fundamental a transparência …

mesmo com toda a classe dizendo: o povo não quer saber de nada.

E assim o sistema criado perpetua … atua, de dois em dois anos.

Os cargos públicos vão sendo preenchidos por participação em campanha,

E idiotas das mais diversas áreas, começam a fazer merda na área dos outros.

O Estado agoniza, uma, duas, três vezes … a vida inteira, mas não perde a manha.

E no isolamento, o louco ainda grita: existe salvação !!!

Sigam-me. Eu sei o caminho certo. Siga seu coração.

E o povo, desacostumado, não entendia aquele que realmente queria o bem para ele. Para o povo, ele era apenas mais um louco. E apesar de tanto pedir pelo Bom, escolhe o de sempre. E se dá mal, como sempre.

Mas como saber, se todos mentem ?

Como optar se não conhecemos nada de suas reais decisões?

Resposta: participando da política.

Conhecendo os quadros a fundo.

Separando o joio do trigo.

Achando o grupo certo de políticos, os bem intencionados. Sempre existe um.

Tomando o poder de quem não presta – é o único caminho.

Fora isso, é sentar, e ficar assistindo eles fazerem o que quiserem com seu futuro.

Anúncios