PT não investigou nada; só roubou


Existem pelo menos três processos de grande importância, e sim, muita culpa de Aécio Neves no ‘cartório’.

Antes da Copa do Mundo, o Maracanã lotado chamava Aécio (carioca por escolha) de CHEIRADOR e NARCOTRAFICANTE internacional.

Desde que ele entrou na política, deixou rastros de recebimento de propina, indicações escusas, nomeações absurdas, envolvimento com Carlinhos Cachoeira e seu ‘bando’ … e mil e uma outras formas de se fazer a política dos ‘coronéis’.

Aécio não passa da versão ‘light’ de Fernando Collor. Ele não é um ‘FHC’, em qualidade e conhecimento, e NUNCA … nunca será.

Não participou em nada da Copa do Mundo e até do Impeachment de Dilma, justamente por ser cuidadoso. Afinal, é um cara mais sujo do que pau de galinheiro. E tinha ataques de pânico quando ouvia a palavra FURNAS nos jornais.
Contudo, o PT com todo o aparelhamento que tem, só busca enganar a nação com suas ‘fábulas marqueteiras’ na mídia, ao invés de fazer o básico em relação à sua oposição.

Em três ocasiões diferentes, TROCOU investigações e CPIs onde Aécio seria pego, por conta do engavetamento de tudo o que estamos vendo com a LAVA-JATO.

Enfim …. bando de ratos de esgoto sem qualquer inteligência política. Nada mais que isso.

Nunca foram esquerdistas e nunca o serão.

Tiranos e ditadores têm sempre um projeto de governo onde não haverá oposição … onde todos que são contra, serão esmagados … por isso, pra quê se preocupar com eles, não é?

Mas … quando a casa tá caindo, justamente por nunca fazerem a lição de casa, ficam sem argumentos, e hoje, vão ficar falando de bobagens como a da matéria abaixo.

Um Governador de Estado usando veículos públicos, para fins pessoais … coisa que todos fazem … e que não está errado
A pessoa responsável pelo dinheiro de todo um Estado da União, simplesmente não pode sair por aí como um cidadão comum … porque não é.

Enfim … isso aí, não dá nada, e nem deve dar. Não teria problema nenhum ter feito essas viagens todas, se tivesse sido um excelente governante (o que não foi, visto que suas piores votações são exatamente no Estado de Minas Gerais).

Espero que minha intuição esteja certa, e que a frase ‘pau que dá Chico, dá em Francisco’, dita pelo Ricardo Janot em sua aprovação para mais dois anos no MP, seja um alerta ao ex-governador … de que ele, Aécio, que convidou Janot para ser do seu grupo quando começava a carreira, será a vítima, e Janot, seu carrasco em breve. E não por méritos do PT … e sim por causa do fortalecimento de nossas instituições.

Para encerrar, cito um mestre esotérico para fechar com chave de ouro o artigo: ‘a César o que é de César’.


a César o que é de César


▒ Abaixo, segue matéria da FOLHA de SÃO PAULO que inspirou o artigo:

Aécio usou avião de MG para ir 124 vezes ao Rio

fonte: FOLHA de SÃO PAULO

RANIER BRAGON
AGUIRRE TALENTO
DE BRASÍLIA

23/09/2015 02h00

O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), usou aeronaves oficiais para realizar 124 viagens ao Rio de Janeiro nos sete anos e três meses que governou Minas Gerais (2003-2010), de acordo com relatório produzido pelo atual governo mineiro, comandado pelo PT.

O documento, feito para atender a requerimento originalmente realizado por um deputado estadual do PSDB, mostra uma média de 1,4 viagem por mês ao Rio e a outras cidades fluminenses, como Búzios e Angra dos Reis.

A maioria das viagens foi entre quinta e domingo. Além disso, há em 2008 e 2009 seis passagens para Florianópolis, onde morava a namorada e hoje mulher do tucano, a ex-modelo Letícia Weber.

A planilha informa, por exemplo, um deslocamento a São Paulo, Rio e Florianópolis em 19 de fevereiro, quinta da véspera do Carnaval. Colunas sociais de Florianópolis registraram fotos do então governador em uma festa acompanhado de Letícia.

NOS ARES – Durante seu governo, Aécio usou aeronaves oficiais para viajar 124 vezes ao Rio


 

aécio nos ares


NÚMERO DE VIAGENS AO RIO COM AERONAVES OFICIAIS DE MG
124 Aécio Neves
29 Antonio Anastasia
1 Fernando Pimentel

O relatório é assinado pelo atual secretário da Casa Civil de Minas, Marco Antonio de Rezende Teixeira. Ele afirma no texto que a pesquisa não encontrou justificativa para a realização das viagens.

O custo dos deslocamentos não foi listado, mas a gestão Fernando Pimentel (PT) diz que informará o valor à Assembleia até outubro.

Natural de Belo Horizonte, Aécio morou até o início da vida adulta no Rio. A assessoria do tucano diz ser normal o uso de avião oficial por governantes em compromissos pessoais, afirma haver inconsistências na listagem e diz que em alguns casos houve compromissos oficiais.

O uso de aeronaves pelo governante do Estado, durante a gestão de Aécio, era regulado por um decreto assinado pelo tucano. Ele permite o uso de aviões oficiais pelo governador “em deslocamento de qualquer natureza, por questões de segurança”.

ROTA – Aécio viajou mais aos finais de semana


aécio nos ares, 2


JURISPRUDÊNCIA

Consultada pela Folha, a especialista em direito administrativo Polyanna Vilanova diz que a jurisprudência do STJ (Superior Tribunal de Justiça) aponta que o uso de carro oficial para fins particulares é improbidade administrativa. Ela ressalva, porém, que a jurisprudência não é específica sobre o uso de aviões.

Sucessor de Aécio, o tucano Antonio Anastasia (2010-2014) fez em média sete viagens por ano ao Rio. Desde janeiro, Pimentel viajou uma vez ao Estado, no Carnaval, para ver um desfile de Carnaval que homenageou Minas.

OUTRO LADO

A assessoria do senador Aécio Neves (PSDB-MG) afirmou em nota que o uso dos aviões seguiu a lei e se assemelha ao modelo adotado por diversos Estados e pela Presidência da República.

“As viagens realizadas pelo governador ocorreram com registros oficiais e em conformidade com o estabelecido pelas normas”, diz a nota, acrescentando considerar “regular” o uso de aviões oficiais para fins particulares.
Questionada por que Aécio viajava tanto ao Rio, a assessoria listou eventos oficiais e particulares. Entre eles, encontros com o então presidente Lula e com o então governador Sergio Cabral (PMDB), homenagem na Academia Brasileira de Letras e encontro familiar em Búzios.

A assessoria afirmou ter detectado cerca de 30 erros na lista. Citou as datas de 27 de junho de 2005 e 29 de janeiro de 2007. “Segundo a planilha, o governador Aécio Neves estaria no Rio, quando ele se encontrava em audiência com o presidente Lula, em Brasília, e em reunião de governadores também naquela cidade, respectivamente.”

Sobre Florianópolis, a nota diz que Aécio teve encontros com representantes do governo local para discutir temas comuns aos Estados.


aécio, dilma

Anúncios