Da Piedade Pura

Quando aprendemos que o abismo também existe para nós, começamos a enxergar aqueles que estão caindo neste momento. E então, experimentamos enfim, a piedade. Contudo, esse ainda é só o começo.

Até aprendermos a socorrer nossos irmãos, muitos já terão caído antes, e bem à frente de nossos narizes. E ainda assim, não teremos culpa de nada.

Afinal, para tudo tem o tempo certo. Inclusive para salvar e para partir. E a ninguém é dado o direito de interferir no tempo do outro.

Muitas vezes, mesmo podendo salvar alguém, recebemos a ordem de deixá-lo ir.

Lembrando: ele também tem seu tempo. E como foi dito antes: a ninguém é dado o direito de interferir no tempo do outro.

Nessa área, só com a ordem expressa de Deus. Por isso que também nos é ensinado na mesma aula, o desapego e a aceitação.

A decisão, para o socorrista, é tudo. Ele é alguém preparado para tudo, inclusive para dar sua própria vida, para salvar uma que deva viver aquele tempo no lugar dele.

Enfim, a piedade pura é algo bem mais complexo do que a compaixão, e a dó, que costumamos conhecer. Para chegarmos a ela, é necessário muito trabalho, tempo e vidas.

Bauru, 05:23:22 – quarta-feira, de 12 março de 2014 – 27º C

Paul Sampaio

criança caindo em abismo, precipício - piedade

Anúncios