Quarta, 23 de janeiro de 2013

2 Bauru, 0:04 – 23º /

Cheguei tão realizado da gravação com a Bete, que logo após ter feito as fotos da matéria dela, fui direto pra cama dormir. Foi como se tivesse, mais uma vez, cumprido uma fase decisiva no processo. Fazer os programas todos que faço, é totalmente diferente de entrevistar a própria esposa. Contudo, conseguimos fazer um excelente material, e enfim, iniciar o programa dela. E ela estava super natural, logo, perfeita para o que queríamos fazer. Vai ficar um programa fantástico, como pensado antes. Obrigado senhor, não só pelas ideias, como também pelo poder de realização.

1Abrirei mais um item no menu do blog – citações. O primeiro que criei nos primórdios como blogueiro.

2:19 – 22º /

Terminei a edição do vídeo da Bete. Acho que ficou demais. Ela tava ótima. Que delícia ser marido dessa mulher.

Não é necessário fazer nada para deixá-la bem na filmagem. Ela já é maravilhosa por natureza. Que Deus a abençoe sempre.

O vídeo já foi para o computador e agora já tá subindo para o youtube. Interessante essa sensação. Um sabor de ter feito um trabalho superior … e foi.

5:30 – acabei todo o trabalho de reinclusões nos 3 sites e facebook … fiz também o perfil da Bianca.

Delfino 411:43 – 21º /

Entrevista feita com Delfino hoje às 10:oo, e ainda tenho Ricardo Barreira com o Wellington à noite. Tá legal o dia.

12:55 – começando a edição da entrevista com Delfino.

13:28 – edição terminada. Subindo para o computador agora.

13:34 – subindo para o youtube.

13:50 – post finalizado na Bauru TV, e 68% de upload feitos.

14:01 – upload do vídeo de 9:04 terminado.

Barreira com Wellington 321:02 – De volta da Aldeia Tupiniquim, depois de gravar a entrevista do Balbo com o Barreira. Mais uma super significativa. Belo depoimento sobre o umbandismo.

23:51 – Acabei agora a edição do vídeo com o Barreira. Lindo ! Muito material. Muito conteúdo. O Balbo tbm tá sentindo a qualidade. Hoje me agradeceu pela oportunidade. Mas eu tbm só tenho a agradecê-lo. Tem feito um trabalho espetacular. Ele é muito parecido comigo – sempre tem mais uma pergunta interessante sendo encaixada na agulha, durante as respostas do entrevistado. Se deixar, ele tbm fica lá, horas.

Anúncios