Terça, 4 de setembro

7:59 – 18º

Gostava muito do Michael Duncan. Sua interpretação de um homem que é mandado para o corredor da morte injustamente, ao lado de Tom Hanks, na minha opinião, virou um clássico, uma referência em termos de personagens iluminados, com poderes curativos. Fiquei triste hoje de manhã. Contudo … aquele poder conferido a seu personagem … que fazia as pessoas primeiro se curarem, e depois, viverem muitos mais anos do que viveriam, ficou em nosso imaginário, e pra sempre ficará. No final do filme, toca ” I’m in heaven, I’m in heaven … ” com Fred Astaire. Se Duncan está realmente no céu … é Deus quem decide, porém, toda vez que eu assistir ao filme de novo, tenho certeza, que como todos, me sentirei mais uma vez … pertinho do céu. Que Deus te abençõe Duncan. E obrigado por ter me feito, por vezes, rir e chorar através de seu magnífico trabalho.

____________________________________________________________

O ator Michael Clarke Duncan, mais conhecido por interpretar o marcante John Coffey em À Espera de Um Milagre, morreu nesta segunda-feira, dia 3 de setembro. Ele havia sofrido uma parada cardíaca no dia 13 de julho e foi reanimado por sua noiva. O representante do ator disse ao site TMZ que Clarke Duncan nunca se recuperou totalmente do ocorrido e ficou internado desde então.

Segundo os médicos, seus batimentos cardíacos estavam acima do normal. A viúva do ator, que estava o tempo todo ao seu lado no quarto do hospital, disse que saiu por um breve momento e, quando retornou, ele havia falecido. No momento da morte, a mãe de sua noiva estava ao seu lado.

Entre seus filmes de maior sucesso estão o já citado À Espera de Um Milagre, filme que lhe rendeu uma indicação ao Oscar como Melhor Ator Coadjuvante.

Fonte: msn

” O Senhor é misericordioso e compassivo, lento para a cólera e rico em bondade. “ Salmos 102,8

Anúncios