Terça, 10 de julho

“Nenhum grande artista vê as coisas como realmente são. Caso contrário, deixaria de ser um artista.” Oscar Wilde

Em busca do que sou:

artista > ator comediante, compositor, escritor, desenhador

comunicador > apresentador de rádio e tv

professor > inglês e filosofia

Crítica e Auto-Crítica

Assim como o homem carrega o peso do próprio corpo sem o sentir, mas sente o de qualquer outro corpo que quer mover, também não nota os próprios defeitos e vícios, mas só os dos outros. Entretanto, cada um tem no outro, um espelho, no qual vê claramente os próprios vícios, defeitos, maus hábitos e repugnâncias de todo o tipo. Porém, na maioria da vezes, faz como o cão, que ladra diante do espelho por não saber que vê a si mesmo, crendo ver outro cão.

Quem critica os outros trabalha em prol da sua própria melhoria. Portanto, quem tem a inclinação e o hábito de submeter secretamente a conduta dos outros, e em geral também as suas ações e omissões, a uma atenta e severa crítica, trabalha na verdade em prol da própria melhoria e do próprio aperfeiçoamento, pois possui o suficiente de justiça, ou de orgulho e vaidade, para evitar o que amiúde censura com tanto rigor.

Arthur Schopenhauer, in ‘Aforismos para a Sabedoria de Vida’

Anúncios