Sexta, 6 de julho

9:21 – 17º

– Lí Og Mandino quando ainda era adolescente. E achei que estava precisando dele hoje. Se me recordo bem, foi um presente de um tio: Geraldo.

O Maior Vendedor do Mundo é um livro “best seller” de Og Mandino. Foi publicado pela primeira vez em 1968, e relançado em 1983 pela editora Bantam Books. O livro de 128 páginas é um guia clássico da filosofia de um vendedor; contando a história de Hafid, um pobre guardador de camelos que chega a alcançar imensa riqueza, nos tempos de Jesus Cristo.Embora o nome sugira que se trata de um livro de técnicas de vendas, na verdade é um livro de auto-estima.

O livro apresenta sua filosofia para o sucesso na atividade de vendas (assim como a do sucesso em qualquer atividade) por meio de dez pergaminhos que conteriam as chaves para o sucesso:

  1. Adquirir bons hábitos: “formarei bons hábitos e me tornarei escravo deles”
  2. Amar: “Saudarei este dia com amor no coração.”
  3. Persistência: “Persistirei até vencer.”, em algumas edições “Persistirei até alcançar êxito.”
  4. Ter-se como um milagre: “Eu sou o maior milagre da natureza.” (Conceito que retorna em seu outro livro, “O Maior Milagre do Mundo“.)
  5. Aproveitar o tempo: “Viverei hoje como se fosse meu último dia.”
  6. Controlar as emoções: “Hoje serei dono de minhas emoções.”, em algumas edições “Hoje serei senhor de minhas emoções.”
  7. Rir das adversidades: “Rirei do mundo.”
  8. Gerar valor: “Hoje centuplicarei meu valor.”
  9. Agir: “Agirei agora.”
  10. Fé – neste pergaminho, Mandino demonstra sua principal orientação, que baseia-se em diversos princípios do Cristianismo.

Associa tais conceitos com uma metodologia de gravar subconscientemente tais preceitos por meio da leitura metódica e repetitiva:“Eu lerei cada pergaminho por trinta dias seguidos, da maneira recomendada, antes de passar ao pergaminho seguinte.”

Og Mandino (Augustine Mandino) (12 de dezembro de 1923 — 3 de setembro de 1996) foi um escritor nascido na Itália e que viveu nos Estados Unidos da América.

Foi um “guru” do setor de vendas. Presidiu a revista Success Unlimited até 1976, quando, aos 52 anos, “chocou o setor ao renunciar à presidência para dedicar-se em tempo integral a escrever e dar palestras” (do posfácio do livro The Choice, Bantam Books, 1984, um romance traduzido no Brasil como A Escolha Certa).

Ex-alcoólatra que quase chegou ao suicídio, tornou-se milionário ao publicar O Maior Vendedor do Mundo. Tornou-se um dos autores mais inspiradores e bem sucedidos no segmento denominado auto-ajuda, principalmente com livros voltados para vendas. Seus livros venderam mais de 50 milhões de cópias e foram traduzidos em vinte e cinco idiomas. Og Mandino integra o “National Speakers Association Hall Of Fame”.

Anúncios